segunda-feira, 2 de junho de 2008

Carta

Estou disseminando...meus pensamentos sobre você.
Espero que um dia te alcancem.
Não vou me abater novamente pra você,
Aquele meu letal desastre particular.
Mas ultimamente, ando amando sua sombra.
Então, desculpe-me por permanecer nutrindo seu semblante.
Respeito sua placidez de hoje, é sábia.
Sei que não sobrou nada meu contigo, e com razão.
Eu errei em muitas coisas.
Sou teimosa, mas saiba que houve uma tentativa de te esquecer.
Não foi falha, foi crime ter te conhecido,
Porque hoje, meu amor por você é grande demasiadamente,
E descomedido e covarde.
Não há intenções no que escrevo.
Não tenho intento de te alcançar, nem de tudo retroceder,
Nem espero que tenhas desígnio de compaixão.
Juro verdadeiro e não aguardo teu recíproco.
Só queria que soubesse,
Que há uma pessoa que te ama e que ora todo dia por você.
E que sente a ausência de suas conversas.

Alessandra Reggio/2008

2 comentários:

Sw? disse...

eu tinha dito que tem um Meme antigo no meu blog pra vc

http://ciciando.blogspot.com/2008/05/memed-novo.html

bjoks...lindo o blog tah viu?

Franz Glauber Vanderlinde disse...

Legal, tem um lugar que vc coloca o que escreve. É bom descobrir isso...

Gostei dos poemas, muito bonitos e sinceros.. Bjos